A ABC Negócios existe para fazer os pequenos e médios negócios crescerem e lucrarem mais. Nossa missão é desmistificar os negócios e a produção de lucros através da união de dezenas de livros de gestão com a prática executiva para formar a nossa metodologia.

 

Através do Livro do Lucro, treinamentos e consultoria, ensinamos de modo fácil e simples a prática da produção e do aumento real de lucros em pequenos e médios negócios.

© 2019 ABC Negócios, uma marca Marconatto e Santos Consultoria Empresarial Ltda.

  • Facebook
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Instagram
  • YouTube
  • Ícone cinza Amazon
  • Diego Marconatto, PhD

O Uber está num beco sem saída

Atualizado: 9 de Out de 2019


Nascido como uma pequena startup criada por um grupo de amigos, o Uber se transformou em um gigante global¹. Hoje, são mais de 3 milhões de motoristas e 75 milhões de usuários espalhados por mais de 80 países. Só em 2017, o Uber fez nada menos do que 5 bilhões de corrida.


Então você talvez não imaginasse o tamanho do problema que ele enfrenta hoje. Não é exagero afirmar que o Uber está em sérios apuros.


Seu caso é extremamente complicado². A empresa nunca gerou um único dólar de lucro em toda a sua história. Além do mais, o app de transporte urbano mais famoso do mundo queima dinheiro numa velocidade surreal. Só entre abril e junho de 2019, eles perderam US$ 5 bilhões (algo em torno de R$20 bilhões), ou seja, US$5,5 milhões por dia!


Como eles perdem tanto dinheiro?


A questão é que em torno de 80% de toda a receita do Uber é direcionada para os seus motoristas, claro. O dinheiro que sobra não tem sido suficiente para cobrir todas as despesas da companhia, especialmente publicidade e gastos relacionados a sua expansão contínua.


Mas o desastre não acaba aqui. O Uber está num beco sem saída. Como?


Para gerar lucro, todos (todos!) os negócios devem gastar menos do que recebem em vendas. Então, para voltar ao azul e aumentar lucros, todos (de novo, todos!) os negócios precisam encontrar meios de aumentar suas vendas e diminuir seus gastos. É nessa equação extremamente simples que o Uber está perdido.


  1. Sua única fonte de receita são seus passageiros e suas corridas de Uber eats: mas e se o Uber aumentar substancialmente o preço das suas viagens, o que os seus clientes (você) farão? Sim, migrarão para outros apps. Muitos poucos de nós somos fiéis à marca Uber. Normalmente, optamos pelos apps mais baratos.

  2. Seu maior gasto são os motoristas: mas e se o Uber reduzir ainda mais o que paga a eles, o que farão? Sim, começarão a trabalhar para outro app (99 Pop, Garupa, Cabify, Lyft etc.). Ou seja, assim como acontece com os clientes, os motoristas também optarão por um app que traga um maior benefício a eles.


O Uber eats está devorando a própria empresa - perdoem-me o trocadilho sem graça. Em uma tentativa de abocanhar - outro trocadilho infame - um mercado gigantesco e diversificar suas fontes de receita, o Uber ingressou no negócio de entrega de comida (delivery). Mas o resultado financeiro dessa estratégia tem sido péssimo³!


Como o Uber chegou nessa sinuca de bico?

O Uber cresceu de forma meteórica impulsionado pelo dinheiros de grandes investidores. Sua estratégia parecia perfeita: o Uber atrairia milhões de clientes oferecendo preços muito baixos (e margens de lucro negativas) para que quando atingisse um porte muito grande pudesse subir seus preços e assim lucrar bilhões mundo afora.


Mas havia um detalhe no caminho… Os competidores.

O modelo de negócio do Uber é muito fácil de ser copiado e hoje há centenas de apps nos mais diversos países oferecendo exatamente o mesmo serviço.

Resultado: guerra de preços, guerra por clientes e guerra por motoristas. O Uber não consegue cobrar mais dos seus usuários, pagar menos aos seus motoristas e ainda tem dificuldades para atrair novos clientes.


Você acha que o Uber vai sair inteiro dessa situação? Você acha que algum dia o Uber será uma empresa lucrativa?


Minha opinião pessoal? Acho pouco provável. Acredito que em até 5 anos o Uber será vendido ou fará uma fusão com outro aplicativo de caronas (minha aposta é o DiDi, competidor chinês que comprou a 99 Pop no Brasil).


Uma saída para o Uber são os carros autônomos. Essa tecnologia pode ser a tábua de salvação da empresa. Não por acaso, o Uber está numa corrida desesperada contra Tesla, Google e outras empresas pelo desenvolvimento dos carros que operam sem motoristas. Outra saída é continuar o movimento de diversificação acelerado com o Uber eats.

O caso do Uber nos ensina que nem mesmos as empresas mais famosas do mundo escapam das regras fundamentais de negócio. A realidade sempre bate à porta e a verdade sempre chega. E ela está chegando rápido para o Uber.

Que aprender que regras fundamentais são essas? Leia o Livro do Lucro.


Fontes:

¹ Uber by the Numbers: Users & Drivers Statistics, Demographics, and Fun Facts > https://muchneeded.com/uber-statistics/

² Uber's Nightmare Has Just Begun > https://www.forbes.com/sites/stephenmcbride1/2019/09/04/ubers-nightmare-has-just-started/#54678becb7e0

³ Uber Eats Is Uber Costly to Uber > https://www.eater.com/2019/5/1/18524180/uber-eats-ipo-sec-filing-restaurant-food-delivery-app-profits


Continue no blog


Jeff Bezos, fundador e líder da gigante Amazon, foi apontado como um dos homens mais ricos do mundo e é sem dúvida um empresário de gigantesco sucesso.


Conheça os fatos que explicam o sucesso estrondoso da empresa de Bezos.


A verdade sobre o sucesso da Amazon

Quer receber mais conteúdo como este por e-mail?

Então junte-se a vários profissionais que assim como você querem ter sucesso nos negócios:

A ABC Negócios existe para fazer os pequenos e médios negócios crescerem e lucrarem mais. Desmistificamos a produção de lucros para que ela esteja ao alcance de todos...

Deixe um comentário, a casa é sua.