• Ícone cinza LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Melhore o desempenho da sua empresa recebendo dicas exclusivas diretamente em seu e-mail.

  • Diego Marconatto, PhD

Como funciona o negócio da sua profissão?

Atualizado: 5 de Abr de 2019

Todos nós buscamos um curso superior para construirmos uma carreira a qual nos realize. Medicina, odontologia, direito, nutrição, engenharia… São dezenas de opções.


Na universidade, aprendemos os conhecimentos técnicos necessários para exercer aquela profissão. Se o curso for bom - focado na prática e no desenvolvimento de habilidades reais -, se nos aplicarmos com vontade e trabalharmos duro, é muito provável que iremos pavimentar o caminho para o profissionalismo e para a excelência.


MAS ISSO É O SUFICIENTE?

Não é. Mais que isso, é necessário aprender o 'negócio' da nossa profissão. Isso significa que precisamos saber como construir riqueza com o nosso trabalho.


Infelizmente, na maioria dos casos, os estudantes só pensam nisso ao final da sua trajetória acadêmica. Algumas vezes, isso acontece ainda mais tarde, quando começam a trabalhar. Não por acaso, muitos deles se frustram ao descobrir que a carreira escolhida - tal como normalmente é exercida - não produzirá os ganhos esperados.


A verdade é que cada profissão traz consigo uma lógica econômica. Ou, se você preferir, um mecanismo básico de produção de dinheiro. Normalmente, esse mecanismo está baseado em premissas muito simples e até óbvias.


VEJA ESTE EXEMPLO REAL

Os ganhos dos professores, no geral, dependem muito do número de horas que eles trabalham e do valor/hora que conseguem cobrar. De modo semelhante, um médico generalista ganhará pelo número de consultas realizadas x o valor cobrado por cada consulta. Eventualmente, ele também poderá ter um salário fixo, que é a renda mais comum dos executivos, os quais também podem ganhar um bônus por seu desempenho.


Todos esses casos têm em comum, o fato de que os rendimentos gerados pelos profissionais em questão, dependem muito do número de horas aplicados no trabalho. Como tempo é um recurso finito, os professores - que trabalham nos modos tradicionais de ensino, que isso fique bem claro - terão seus ganhos limitados aos número de horas que aguentarem trabalhar, multiplicadas pelo valor/hora máximo que conseguirem cobrar.


Esse simples exemplo mostra que se você estiver buscando ganhos superiores precisa entender e rever o negócio da sua profissão.

Você precisa conhecer as premissas centrais do seu trabalho para criar um novo modelo de negócio. Só então, você estará liberto das amarras que limitam o seu crescimento econômico.


Isso é o que fizeram, por exemplo, os professores que ficaram milionários na internet. E, ainda, os profissionais liberais que abandonaram rotinas burocráticas para criar verdadeiras máquinas de gerar riqueza.


Aí, finalmente você questiona: Mas o que precisamos fazer para criar um novo modelo de negócio?

Para isso, estamos aqui dialogando com você. Queremos te apresentar o Livro do Lucro, que traz uma série de lógicas e estruturas simples com o propósito de serem prontamente utilizadas no seu negócio.


Bons negócios!


Diego Marconatto, PhD



Deixe um comentário, a casa é sua.

Empresa
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

A ABC dos Negócios existe para mostrar o caminho e oferecer o conhecimento essencial para empreendedores gerirem empresas que lucram e crescem rapidamente.

Nossa metodologia foi criado através da união de dezenas de livros renomados de gestão e empreendedorismo com a prática executiva do seu fundador. Através do Livro do Lucro, treinamentos e consultoria, ensinamos de modo fácil e simples a lógica fundamental presente em todos os negócios de sucesso.

© 2019 ABC Negócios, uma marca Marconatto e Santos Consultoria Empresarial Ltda.